Manual Prático de Auditoria Contábil


 

A IMPORTÂNCIA DA AUDITORIA NAS EMPRESAS

A auditoria é o exame de demonstrações e registros administrativos. O auditor observa a exatidão, integridade e autenticidade de tais demonstrações, registros e documentos. (Arthur W. Holmes, Auditing, principles and procedure, 1956)

Outro conceito de auditoria de William H. Bell e Raph S. Johns – 1942:

·         Para verificação geral – até onde possível – das contas de uma empresa, para determinar sua posição financeira, o resultado de  suas operações e a probidade de seus administradores, com o fim de comunicar o resultado do exame aos proprietários, acionistas, gerentes, conselheiros, bolsas e outros órgãos oficiais, síndicos atuais ou prováveis arrendatários, futuros interventores ou compradores, juntas de credores, agências mercantis, hipotecários ou quaisquer outros interessados.

·         Para determinar se houve prestação justa de contas de um patrimônio e se os negócios foram convenientemente administrados, para satisfação do público, aos doadores, etc., como no caso de entidades públicas, beneficentes, religiosas ou educacionais.

·         Para fixar os lucros ou prejuízos de um negócio, para comunicação aos interessados.

·         Pata determinar custos, inventários, perdas por sinistros e demais casos especiais.

·         Para descobri fraudes.

·         Para averiguar a dimensão da fraude descoberta.

·         Para impedir fraudes.

AUDITORIA INDEPENDENTE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

Um dos grandes benefícios que a auditoria traz, além de verificar a exatidão das demonstrações contábeis, é que o auditor divide a responsabilidade com o contador, administrador ou sócio da empresa, com relação aos números que estão refletidos no balanço. (divide mas não exclui a responsabilidade).

A auditoria independente das demonstrações contábeis constitui o conjunto de procedimentos técnicos que tem por objetivo a emissão de parecer sobre a adequação com que estas representam a posição patrimonial e financeira, o resultado das operações, as mutações do patrimônio líquido e as origens e aplicações de recursos da entidade auditada, consoante as Normas Brasileiras de Contabilidade e a legislação específica no que for pertinente.

As Normas de Auditoria Independente definem que o auditor deve obter evidências ou provas suficientes e adequadas para fundamentar sua opinião sobre as demonstrações contábeis auditadas, abrangendo os seguintes aspectos:

·         Se as demonstrações contábeis foram preparadas de acordo com práticas contábeis adequadas e condizentes com os Princípios Fundamentais de Contabilidade.

·         Se as demonstrações contábeis atendem aos principais requisitos legais, regulamentares e societários.

Pontos retirados da Obra Blindagem Fiscal e Contábil, veja mais aqui.

Manual Prático de Auditoria Contábil

Assuntos relacionados:

Áreas de Aplicação da Terceirização

Auditoria na qualidade de Terceirização de Serviços

 

Veja também outros cursos previstos para São Paulo | Belo Horizonte | Curitiba | Rio de Janeiro | Cadastre-se


Auditoria Interna | Formação de Auditores Internos Auditoria Gerencial | Amostragem em Auditoria | Auditoria Trabalhista | Auditoria Tributária | Auditoria Contábil | Auditoria Fiscal de ICMS | Auditoria em Terceiros | Relatórios de Auditoria | Auditoria de Balanço | Auditoria de Custos | Auditoria - Teoria e prática | Gestão Tributária  | Planejamento Tributário | IRPF | Como Calcular Lucro Real | IRPJ - Lucro Real | IRPJ - Lucro Presumido | ICMS | CSLL | Super Simples | IPI | PIS/COFINS | Economia de Tributária | Fechamento de BalançoContabilidade Tributária | Demonstrações Financeiras | Reduza as dívidas Previdenciárias | Gestão Fiscal | Créditos do PIS e COFINS | Obras contábeis | Informações Tributárias | Informações Trabalhistas | Informações Contábeis