CURSO - DOCUMENTAÇÃO EM AUDITORIA INTERNA

Como elaborar papéis de trabalho, pareceres e relatórios de Auditoria Interna

Agenda: Belo Horizonte / Curitiba / Porto Alegre / Rio de Janeiro / São Paulo

Verifique esse curso a distância

DOCUMENTAÇÃO EM AUDITORIA INTERNA – Como Elaborar Papéis de Trabalho, Pareceres e Relatórios de Auditoria Interna

Datas:
Horários:  8:30 às 17:30

Local:

Incluso: Material Didático, Coffee-Break, Certificado de Conclusão
Carga horária: 08 horas/aula.
Solicite um orçamento via e-mail

Telefones: (41) 3272-8507 | (11) 4063-9121 | (21) 4062-7017 | (31) 4062-7641 | (51) 4063-8502 | (71) 4062-9568

E-mail: cursos@portaldeauditoria.com.br
 

DOCUMENTAÇÃO EM AUDITORIA INTERNA – Como Elaborar Papéis de Trabalho, Pareceres e Relatórios de Auditoria Interna


OBJETIVOS:

Compartilhar com os Auditores Internos a importância que se tem em materializar o trabalho de auditoria, como forma de se resguardar quanto as informações colhidas em seus trabalhos.

O auditor deve documentar todas as questões que foram consideradas importantes para proporcionar evidência, visando fundamentar o relatório e parecer da auditoria e comprovar que a auditoria foi executada de acordo com o planejado

DESTINADO A:

Auditores Internos, Controlers, Gestores, Executivos e profissionais das áreas: Administrativa, Financeira, Contábil. Esse curso serve também para outros interessados em obter conhecimentos das atividades de Auditoria Interna, principalmente para empresas em fase de implementação da área de Auditoria Interna

PROGRAMA:

1- PAPÉIS DE TRABALHO

• Regras Básicas para Elaboração de Papéis de Trabalho
• Características dos Papéis de Trabalho
• Evidências das Verificações
• Exigências dos Papéis de Trabalho
• Identificação dos Papéis de Trabalho
• Propriedade dos Papéis de Trabalho
• Tipos de Papéis de Trabalho
• Compilação de informações
• Arquivamento
• Pasta permanente
• Pasta corrente
• Prazo
• Referenciação
• Padronização dos Papéis de Trabalho
• Elaboração dos papéis de trabalho
• Padrão da Auditoria dos Principais Ciclos Operacionais
• Conclusão sobre os trabalhos efetuados

2- RELATÓRIOS DE AUDITORIA

• Considerações Iniciais
• Importância do Relatório
• Diferenciação entre Relatório e Parecer
• Estrutura Adequada
• Identificação do Público Leitor
• Redação Objetiva
• Apresentação
• Organização dos Tópicos
• Elaboração do Indice
• Desenvolvimento dos Assuntos
• Coesão do Texto
• Unidade de Estilo e Forma de Redação
• Emprego de Padrões
• Fatores que prejudicam a Eficiência da Redação
• Fatores que contribuem para uma Redação Eficiente
• Problemas Básicos de Redação
• Exemplos de Redação Imprópria usada em Relatórios de Auditoria
• Exemplos de Relatórios de Auditoria Interna


FACILITADOR  - SERGIO ROBERTO MACIEL

 

Graduado em Economia - Universidade Federal Paraná, Pós Graduado em Auditoria Interna e Controladoria  - ISPG/SPEI. Certificador e Avaliador credenciado pelo IIA Brasil – The Institute of Internal Auditors  para Certificação dos Departamentos e Áreas de Auditorias de empresas, órgãos de governo e autarquias. Profissional com 25 anos de experiência, habilidades e conhecimentos nas áreas de Auditoria Interna, Externa, Controladoria, Gestão de Planejamento Estratégico, Financeira,  Coordenação de Projetos, Relacionamento com Clientes, Alta Administração e Stakeholders. Sólida experiência em Gestão de Riscos, Controles Internos, Compliance,  Auditoria Interna,  Sarbanes Oxley, Gestão e coordenação de Projetos, Mapeamento, Desenho de Processos e Compliance. Atuação como Auditor, Consultor e Executivo em grandes empresas nacionais, multinacionais e Orgãos internacionais, tais como Vivo S/A , KPMG, Pirelli, Citibank, Brasil Telecom, TCO Celular e ONU – Organização das Nações Unidas. Professor da UNIB – Universidade Ibirapuera dos cursos de Graduação e Pós Graduação nas disciplinas de Auditoria Interna e Externa, Gestão de Recursos Humanos, Logística, Gestão da Qualidade e Coaching para gestores e líderes.


Curso -  Auditoria Interna Operacional em Recursos Humanos

 

Confira abaixo alguns depoimentos de participantes de alunos de nossos cursos de Auditoria

 

"Sem dúvidas o melhor curso que já fiz. Todos os organizadores merecem elogios por oferecer essa oportunidade, permitindo além de um nível superior de conhecimentos abordados com muita objetividade e clareza, possibilitando uma ótima troca de experiência entre os participantes e o facilitador Ibraim Lisboa, profissional simplesmente fenomenal. Só tenho a agradecer a equipe do Portal de Auditoria, e espero encontrá-los mais vezes e desfrutar de companhias tão agradáveis. Obrigada!. “
Paola Francine Maravieski 
 

" O Curso foi de excelente qualidade, o professor tem total domínio e conhecimento do assunto. Talvez o curso possa ser ministrado em 5 dias, para que haja tempo hábil para mais trocas de experiências, fazendo mais exercícios práticos, nas mais diversas áreas, inclusive fazendo os procedimentos do começo ao fim, ou seja desde o questionário inicial, simulando processos, e fazendo apontamentos e recomendações, até o relatório final sintético para apresentação ao diretor ou conselho. "
Eroni Oliveira Duarte  - 
Famastil Taurus Ferramentas SA

 

" Gostaria de parabenizar a Escola de Auditoria pelo excelente trabalho desenvolvido neste curso. Além do aprendizado repassado pelo palestrante, a troca de experiências entre os participantes foi muito importante também. "
Evelise de Souza Auler  - 
Fundação Universidade de Passo Fundo

 

" Curso com grande aceitabilidade e importância para a formação e exercício profissional da auditoria interna "
Rogério Lunedo - 
Expresso São Miguel


"
 Ótimo curso para auditores em início de carreira. Ver a viabilidade de ofertar mais cursos deste segmento, inclusive para o interior do Estado "
Marcio Vanderlei Dollis - Cooperativa Mista São Luiz Ltda


"Gostei muito do curso, foi muito alem das expectativas, muito bem organizado, a didática muito boa de ser compreendida... realmente foi muito bom em seu total. Mais um vez agradecido."
Jean Claudio Tuzzi - Santa Casa de Maringá
 

“Curso muito bom com excelente aproveitamento, uma ótima infra-estrutua e apoio, o curso nos proporciona conteúdo teórico para o desenvolvimento do trabalho de auditoria interna, sendo possível a avaliação da prática ou dos trabalhos realizados no dia- a-dia”.
Germano Oto Puttlitz – GRAZZIOTIN S/A


“O curso é ótimo, principalmente pela experiência do Profº Ibraim, bom relator de acontecimentos nas empresas que passou, assim contribui para o aprendizado do aluno”.
Rafael Sacol Texeira


Curso muito bom, com certeza agregou muito conhecimento teórico e prático do assunto”.
Ricardo José Cabral – RICARDO JOSE CABRAL ME


“ Foi bom o curso, vai ser possível aplicar na minha empresa, pois nos ajudou a termos pontos claros de como deverá prosseguir nossa Auditoria”
Vagner Eduardo Wottrich – Cooperativa Agrícola Mista General Osório Ltda.

 

Outras empresas que já realizaram cursos com o Portal de auditoria

 

Curso -  Auditoria Interna Operacional em Recursos Humanos

PAPÉIS DE TRABALHO E DOCUMENTAÇÃO DA AUDITORIA INTERNA
 

CONSIDERAÇÕES GERAIS 

Esta norma estabelece procedimentos e critérios relativos à documentação mínima obrigatória a ser gerada na realização dos trabalhos de auditoria das demonstrações contábeis. 

 

O auditor deve documentar as questões que foram consideradas importantes para proporcionar evidência, visando a fundamentar seu parecer da auditoria e comprovar que a auditoria foi executada de acordo com as Normas de Auditoria Independente das Demonstrações Contábeis. 

 

Os papéis de trabalho constituem a documentação preparada pelo auditor ou fornecida a este na execução da auditoria. Eles integram um processo organizado de registro de evidências da auditoria, por intermédio de informações em papel, meios eletrônicos ou outros que assegurem o objetivo a que se destinam. 

 

Os papéis de trabalho destinam-se a: 

a) ajudar, pela análise dos documentos de auditorias anteriores ou pelos coligidos quando da contratação de uma primeira auditoria, no planejamento e na execução da auditoria;

b) facilitar a revisão do trabalho de auditoria;  

c) registrar as evidências do trabalho executado, para fundamentar o parecer do auditor independente.

 

 FORMA E CONTEÚDO DOS PAPÉIS DE TRABALHO

 O auditor deve registrar nos papéis de trabalho informação relativa ao planejamento de auditoria, a natureza, a oportunidade e a extensão dos procedimentos aplicados, os resultados obtidos e as suas conclusões da evidência da auditoria. Os papéis de trabalho devem incluir o juízo do auditor acerca de todas as questões significativas, juntamente com a conclusão a que chegou, inclusive nas áreas que envolvem questões de difícil julgamento. 

A extensão dos papéis de trabalho é assunto de julgamento profissional, visto que não é necessário nem prático documentar todas as questões de que o auditor trata. Entretanto, qualquer matéria que, por ser relevante, possa influir sobre o seu parecer, deve gerar papéis de trabalho que apresentem as indagações e as conclusões do auditor. Ao avaliar a extensão dos papéis de trabalho, o auditor deve considerar o que seria necessário para proporcionar a outro auditor, sem experiência anterior com aquela auditoria, o entendimento do trabalho executado e a base para as principais decisões tomadas, sem adentrar os aspectos detalhados da auditoria.  

 

A forma e o conteúdo dos papéis de trabalho podem ser afetados por questões como: 

a)      natureza do trabalho; 

b)      natureza e complexidade da atividade da entidade; 

c)      natureza e condição dos sistemas contábeis e de controle interno da entidade; 

d)      direção, supervisão e revisão do trabalho executado pela equipe técnica;  

e)      metodologia e tecnologia utilizadas no curso dos trabalhos.

 

Os papéis de trabalho são elaborados, estruturados e organizados para atender às circunstâncias do trabalho e satisfazer às necessidades do auditor para cada auditoria

 

Os papéis de trabalho padronizados podem melhorar a eficácia dos trabalhos, e sua utilização facilita a delegação de tarefas, proporcionando meio adicional de controle de qualidade. Entre os papéis de trabalho padronizados, encontram-se, além de outros: listas de verificação de procedimentos, cartas de confirmação de saldos, termos de inspeções físicas de caixa, de estoques e de outros ativos. 

 

O auditor pode usar quaisquer documentos e demonstrações preparados ou fornecidos pela entidade, desde que avalie sua consistência e se satisfaça com sua forma e conteúdo. 

 

Os papéis de trabalho, além de outros mais específicos, incluem: 

a)      informações sobre a estrutura organizacional e legal da entidade; 

b)      cópias ou excertos de documentos legais, contratos e atas; 

c)      informações sobre o setor de atividades, ambiente econômico e legal em que a entidade opera; 

d)      evidências do processo de planejamento, incluindo programas de auditoria e quaisquer mudanças nesses programas; 

e)      evidências do entendimento, por parte do auditor, do sistema contábil e do controle interno, e sua concordância quanto à eficácia e adequação; 

f)      evidências de avaliação dos riscos de auditoria; 

g)      evidências de avaliação e conclusões do auditor e revisão sobre o trabalho da auditoria interna; 

h)      análises de transações, movimentação e saldos de contas; 

i)       análises de tendências, coeficientes, quocientes, índices e outros indicadores significativos; 

j)       registro da natureza, oportunidade e extensão dos procedimentos de auditoria e seus resultados; 

k)      evidências de que o trabalho executado pela equipe técnica foi supervisionado e revisado; 

l)       indicação de quem executou e revisou os procedimentos de auditoria e de quando o fez; 

m)     detalhes dos procedimentos relativos às demonstrações contábeis auditadas por outro auditor; 

n)      cópias de comunicações com outros auditores, peritos, especialistas e terceiros; 

o)      cópias de comunicações à administração da entidade, e suas respostas, em relação aos trabalhos, às condições de contratação e às deficiências constatadas, inclusive no controle interno;

p)      cartas de responsabilidade da administração; 

q)      conclusões do auditor acerca de aspectos significativos, incluindo o modo como foram resolvidas ou tratadas questões não-usuais;  

r)       cópias das demonstrações contábeis, assinadas pela administração da entidade e pelo contabilista responsável, e do parecer e dos relatórios do auditor.

 

No caso de auditorias realizadas em vários períodos consecutivos, alguns papéis de trabalho, desde que sejam atualizados, podem ser reutilizados, diferentemente daqueles que contêm informações sobre a auditoria de um único período. 

 

 

Curso -  Auditoria Interna Operacional em Recursos Humanos

Veja mais assuntos publicados sobre Auditoria Interna

- A Importância da Auditoria Interna
- Modalidades de auditoria interna operacional
- Critérios para recrutamento, seleção e admissão de auditores internos 
- Funções Básicas da Auditoria Interna Operacional 

Artigos publicados sobre Auditoria Interna

- Canal de Denúncia: ferramenta pode evitar perdas financeiras e danos à imagem da companhia
- 
O Papel da Auditoria Interna na Prevenção de Riscos.
- O que é a auditoria interna
- 
Como Auditar sua Logística Interna  

OBS: O Portal de Auditoria reserva-se no direito de não realizar o curso caso não haja formação da turma, restituindo o valor integral da inscrição no prazo de 03 dias úteis, a contar da data de cancelamento.

 Auditoria Interna em Gestão de Contratos; auditoria em contratos, curso de auditoria interna, curso de Gestão de Contratos, planejamento de contratos, Planejamento Tributário PIS/COFINS para FÁBRICA e COMÉRCIO DE RAÇÕES, FRIGORÍFICOS, INDUSTRIALIZAÇÃO AVES, BONIVOS e SUÍNOS e conexos (Conforme novas alterações Leis 12.058/2009 e 12.350/2010),curso de planejamento tributario, planejamento tributario, curso do lucro presumido, lucro presumido, lucro real, curso de planejamento tributário mudança do lucro presumido e simples nacional para o lucro real, mudança de regime tributario, curso tributario, cursos tributarios, informações tributarias, tributário