Auditoria e Prevenção de Riscos Trabalhistas

Auditoria Trabalhista com a Metodologia Baseada em Riscos (MBR)®

Dias 22 e 23 de Outubro de 2014 em São Paulo - SP

Agenda: Belo Horizonte / Curitiba / Porto Alegre / Rio de Janeiro / São Paulo

12ª Oficina Auditoria Interna - Recife- PE -  Dias 18, 19, 20 e 21 de Setembro de 2012

Data: 22 e 23 de Outubro de 2014
Horários:  08:30 às 17:30

Local: DoMore Eventos - Av. Paulista 807, 18 andar - São Paulo - SP

Incluso: Material Didático, Coffee-Break, Certificado de Conclusão
Carga horária: 16 horas/aula
Investimento:
solicitar informações

Telefones:
(41) 3272-8507 | (11) 4063-9121 | (21) 4062-7017 | (31) 4062-7641 | (51) 4063-8502
E-mail: diego@escoladeauditoria.com.br


 

12ª Oficina Auditoria Interna - Recife- PE -  Dias 18, 19, 20 e 21 de Setembro de 2012
 



OBJETIVOS:
• Fornecer técnicas e procedimentos legais utilizados em auditoria com o objetivo de identificar desacertos para corrigi-los.
• Deter-se nos ajustes contratuais e nos Cálculos Trabalhistas para aperfeiçoá-los.
• Checar se os elementos agregadores e necessários ao equilíbrio das relações trabalhistas vêm sendo aplicados corretamente.
• Aferir causas que podem ou tem levado a empresa a ser penalizada,por engano, erros, fraude ou a suportar passivos trabalhistas existentes e ocultos.
• Nortear à auditoria a não punir, mas corrigir e prevenir situações que podem levar a empresa a suportar custos e riscos desnecessários.

DESTINADO A:
Gerentes de Recursos Humanos, Gerentes e Chefes de Departamento Pessoal, Gestores da Empresa, Advogados Trabalhistas, Auditores Internos e Externos, Prepostos de Empresas, Paralegais e demais profissionais ligados às áreas de Recursos Humanos.


PROGRAMA:

1 - O QUE É AUDITORIA TRABALHISTA E COMO APLICAR ESSA FERRAMENTA NA PREVENÇÃO DE IRREGULARIDADES, CUSTOS, FRAUDES E GERAÇÃO DE PASSIVOS TRABALHISTAS (Reclamações Trabalhistas).

2 - COMO PLANEJAR E EXECUTAR A AUDITORIA TRABALHISTA
– Planejamento
– Estratégias de abordagem inicial 
– Identificação de prioridades e riscos
– Normas para o exercício profissional da Auditoria Interna-IPPF
- Regras de Conduta e Pressupostos Éticos do Auditor Inrterno
- O papel dos Auditores e Auditados no processo de auditoria

3 - TÉCNICAS DE AUDITORIA TRABALHISTA
– Conceitos de Controles Internos, Processos, Riscos e Compliance
- Avaliação do sistema de controles internos da área trabalhista
– Aplicação de questionários para levantamento e avaliação de dados e informações
– Elaboração de papéis de trabalho, registros e provas de auditoria 
– Utilização de programas de auditoria trabalhista
– Técnicas preventivas para detecção de fraudes na área trabalhista

4 – PROCEDIMENTOS (CHECK-LIST) PARA ROTINAS TRABALHISTAS
– Admissões
– Rescisões contratuais
– Horas extras
– Férias 
– Décimo terceiro salário
– Jornada de Trabalho
– Registro de empregados
– Folha de pagamento
– Recolhimento de encargos
– Segurança e medicina do trabalho 
– Ações Trabalhistas
 

5 - AUDITORIA NOS AJUSTES CONTRATUAIS E EM CÁLCULOS TRABALHISTAS –Minimizando Custos e Riscos 
– Folha de Pagamentos
– Descontos em Folha: Legais, Voluntários e Ilegais
– Rescisões Contratuais: Verbas Rescisórias, Prazo de Pagamento e Homologação

6 - O IMPACTO DO “E-SOCIAL” SOBRE AS CONTRATAÇÕES E INFORMAÇÕES TRABALHISTAS: Breves Comentários e Tira-Dúvidas (Obs.: Visão da Consultoria Jurídica e não da Sistematização do Projeto) 

7 - O PROCESSO DE COMUNICAÇÃO EM AUDITORIA
– Relacionamento Auditor / Auditado
– A Importância do Relatório de Auditoria / Dossiê
– Como apresentar e implementar Relatórios com Sucesso
– Tipos de Relatórios, Sumário Executivo e Plano de Ações Corretivas.

8 - PRÁTICA: Exercícios de Fixação e Aproveitamento
– Simulação de Auditorias com aplicação de Casos Práticos sobre Matérias tratadas em Aula
– Elaboração de Relatórios de Auditoria Trabalhista 
Será fornecido aos participantes Material Didático contendo: Apostila, Check-list para aplicação prática em Auditoria e Roteiro com Fórmulas dos Cálculos Trabalhistas.


 


FACILITADORA - DRA. DEISE NEVES BOTELHO REZENDE

Advogada, Auditora especialista em Direito do Trabalho, Previdenciário e Direito Cooperativo (Universidade Mackenzie/São Paulo-SP), Auditora, Consultora Empresarial e Assessora de Relações Trabalhistas e Sindicais, com 25 anos de atuação em grandes empresas dos ramos Industrial, Comercial e de Prestação de Serviços e órgãos públicos.
Pós-Graduada em Economia e Gestão das Relações de Trabalho, Direito Empresarial e MBA em Cooperativismo.
Especialista na Preparação de Prepostos de Empresas para atuação na Justiça do Trabalho e em demais órgãos públicos, por meio de Cursos Preparatórios há 17 anos, em vários Estados do Brasil.
Deise Rezende tem forte atuação na Gestão Preventiva para Redução de Custos e Riscos em Reclamações Trabalhistas das empresas. Três vezes premiada no TOP OF MIND de RH/São Paulo-SP , na Categoria Consultoria Trabalhista.
Ministra vários Cursos, Seminários e Palestras sobre temas da área de Relações Trabalhistas em diversos Estados do Brasil, possuindo vários outros títulos de sua autoria, sobre temas que envolvem as Relações Trabalhistas.
Pioneira na ministração do Curso "COMO REDUZIR O PASSIVO TRABALHISTA DA EMPRESA®" em todo o Brasil.

Autora do Livro "Ensaios sobre as Relações de Capital e Trabalho da Atualidade" (Editora Mission, 2002 - São Paulo), e do livro eletrônico (E-book) "Manual Prático de Iniciação ao Processo do Trabalho - Conceitos e Práticas Processuais Trabalhistas com Modelos de Peças" (MAPH Editora Ltda. - Curitiba/PR - disponível no site www.valorjuridico.com.br). Articulista na mídia impressa e eletrônica, com entrevistas e diversos artigos publicados.
 


POR QUE FAZER UMA AUDITORIA INTERNA EM RECURSOS HUMANOS?


O mundo dos negócios é dinâmico. As exigências legais acompanham este dinamismo e as alterações ocorrem a todo instante. Acompanhar a velocidade com que mudam as exigências advindas das leis, instruções normativas, novos procedimentos, etc. constituem-se em autênticos desafios que requerem uma maior responsabilidade e empenho profissional.

Muitas organizações não conseguem acompanhar as mudanças e deixam de atender várias novas exigências, sejam elas tributárias, trabalhistas, previdenciárias, recursos humanos, tecnológicas, entre outras.

Como princípio de sobrevivência em um mercado tão competitivo, as empresas devem procurar, mais e mais, cuidar de suas atividades fins e direcionar o máximo de esforços para alcançar esse objetivo.

Neste cenário, as auditorias especializadas exercem um papel de fundamental importância para as empresas. Os seus resultados, além de se constituírem em algo precioso para a tranquilização dos executivos do alto comando, fornecem preciosas recomendações corretivas e preventivas à exposição da organização face a multas, reclamações e outros dissabores. Adicionalmente, liberam os gestores para a condução e o gerenciamento dos negócios, permitindo-lhes exercer com eficácia o processo decisório sobre as importantes transações empresariais.

Muitas empresas já se habituaram às auditorias periódicas e isto lhes tem proporcionado muitos ganhos, notadamente aqueles acima mencionados.

Entretanto, o processo de Auditoria não pode se esgotar com a sua realização e apresentação de relatório dos erros. Deve incluir a sua mais importante ferramenta, o plano de trabalho, que contempla, sobre cada item em desvio, em não conformidade legal ou que se apresentem vulneráveis a fraudes, manipulações e distorções, um pormenorizado direcionamento para os procedimentos corretivos e preventivos facilitando a adoção e acompanhamento das ações a serem implementadas.

Não é uma missão tão fácil, porém necessária e de grande importância, pois, há desvios que podem afetar os resultados operacionais, causarem transtornos administrativos, financeiros, tributários, influir no clima organizacional e prejudicar, direta ou indiretamente, a imagem da empresa e de seus executivos.

Realizada a auditoria, o resultado será demonstrado em Relatório evidenciando toda a fundamentação sobre todos os aspectos, da legislação e da boa gestão empresarial e não somente apontando erros.
 

O Relatório contempla um direcionamento sobre as ações que a empresa deverá adotar.
Afinal, as empresas estão subordinadas a mesma legislação, mas, cada uma tem as suas particularidades, políticas, práticas, procedimentos e processos internos, etc., que, de certa forma incorporam-se as relações de trabalho. Por isso, existem vários caminhos ou mecanismo a serem adotados, fazendo com que cada empresa tenha um modelo de auditoria adequado às suas particularidades.

Apontar problemas ou desvios em uma organização é relativamente simples, no entanto, direcionar os passos a serem dados é o grande diferencial de uma Auditoria Interna Eficaz em Recursos Humanos.

 

Compartilhe experiências com o Instrutor que transmitirá e debaterá com os participantes durante o curso, formas eficazes de executar a Auditoria Interna em Recursos Humanos e Terceirizações com sucesso. 

 

 

 Veja mais assuntos publicados sobre Auditoria Interna

OBS: O Portal de Auditoria reserva-se no direito de não realizar o curso caso não haja formação da turma, restituindo o valor integral da inscrição no prazo de 03 dias úteis, a contar da data de cancelamento.

 10ª Oficina Auditoria Interna - São Paulo - SP -  Dias 20, 21, 22 e 23 de Março de 2012