CURSO - DOCUMENTAÇÃO EM AUDITORIA INTERNA

Como elaborar papéis de trabalho, pareceres e relatórios de Auditoria Interna

Dia 17 de Julho de 2015 em Curitiba - PR

DOCUMENTAÇÃO EM AUDITORIA INTERNA – Como Elaborar Papéis de Trabalho, Pareceres e Relatórios de Auditoria Interna

Carga horária: 08 horas/aula
Datas:
Dia 16 de Julho de 2015
Horários: Início 8:30 horas e término 17:30 horas

Local:  Rua João Negrão, 280 - Centro - Curitiba - PR- Prédio da FUNPAR
Incluso: Material Didático, Coffee-Break, Certificado de Conclusão
Investimento: solicitar informações

Telefones:
(41) 3272-8507 | (11) 4063-9121 | (21) 4062-7017 | (31) 4062-7641 | (51) 4063-8502 |
E-mail:
cursos@portaldeauditoria.com.br
 

DOCUMENTAÇÃO EM AUDITORIA INTERNA – Como Elaborar Papéis de Trabalho, Pareceres e Relatórios de Auditoria Interna


 


OBJETIVOS:

Compartilhar com os Auditores Internos a importância que se tem em materializar o trabalho de auditoria, como forma de se resguardar quanto as informações colhidas em seus trabalhos.

O auditor deve documentar todas as questões que foram consideradas importantes para proporcionar evidência, visando fundamentar o relatório e parecer da auditoria e comprovar que a auditoria foi executada de acordo com o planejado

DESTINADO A:

Auditores Internos, Controlers, Gestores, Executivos e profissionais das áreas: Administrativa, Financeira, Contábil. Esse curso serve também para outros interessados em obter conhecimentos das atividades de Auditoria Interna, principalmente para empresas em fase de implementação da área de Auditoria Interna


PROGRAMA:

1- PAPÉIS DE TRABALHO

• Regras Básicas para Elaboração de Papéis de Trabalho
• Características dos Papéis de Trabalho
• Evidências das Verificações
• Exigências dos Papéis de Trabalho
• Identificação dos Papéis de Trabalho
• Propriedade dos Papéis de Trabalho
• Tipos de Papéis de Trabalho
• Compilação de informações
• Arquivamento
• Pasta permanente
• Pasta corrente
• Prazo
• Referenciação
• Padronização dos Papéis de Trabalho
• Elaboração dos papéis de trabalho
• Padrão da Auditoria dos Principais Ciclos Operacionais
• Conclusão sobre os trabalhos efetuados

2- RELATÓRIOS DE AUDITORIA

• Considerações Iniciais
• Importância do Relatório
• Diferenciação entre Relatório e Parecer
• Estrutura Adequada
• Identificação do Público Leitor
• Redação Objetiva
• Apresentação
• Organização dos Tópicos
• Elaboração do Indice
• Desenvolvimento dos Assuntos
• Coesão do Texto
• Unidade de Estilo e Forma de Redação
• Emprego de Padrões
• Fatores que prejudicam a Eficiência da Redação
• Fatores que contribuem para uma Redação Eficiente
• Problemas Básicos de Redação
• Exemplos de Redação Imprópria usada em Relatórios de Auditoria
• Exemplos de Relatórios de Auditoria Interna

 


FACILITADOR - PROF. IBRAIM LISBOA

 

Consultor e Instrutor da Escola de Auditoria Governança Corporativa e do Portal de Auditoria, Administrador de Empresas, Auditor, Contabilista, Perito, Pós-Graduado em Direito Empresarial e em Administração e Finanças, Mestre em Marketing, Consultor em Gestão Empresarial com 30 anos de experiência em Auditoria, Perícias, Prevenção de Riscos Empresariais e Investigação de Fraudes Corporativas. Membro efetivo do Instituto dos Auditores Internos do Brasil – IIA Brasil. Ministra Cursos e Palestras nas áreas de Segurança Patrimonial e Corporativa, Auditoria, Redução de Riscos e Custos com Passivo Trabalhista, Desenvolvimento e Gestão de Atividades Terceirizadas, dentre outros. Pioneiro, no Brasil, com o treinamento "Prevenção de Fraudes Corporativas e Riscos Empresariais". Forte atuação em Treinamentos Empresariais realizados em todo o Brasil.

 


O Portal de Auditoria reserva-se no direito de cancelar o treinamento de acordo com o número mínimo de participantes necessário, no prazo de até 07 dias úteis antes da data de realização do curso, sob aviso imediato aos já inscritos.


 


 


 

Confira abaixo alguns depoimentos de participantes de alunos de nossos cursos de Auditoria

 

"Sem dúvidas o melhor curso que já fiz. Todos os organizadores merecem elogios por oferecer essa oportunidade, permitindo além de um nível superior de conhecimentos abordados com muita objetividade e clareza, possibilitando uma ótima troca de experiência entre os participantes e o facilitador Ibraim Lisboa, profissional simplesmente fenomenal. Só tenho a agradecer a equipe do Portal de Auditoria, e espero encontrá-los mais vezes e desfrutar de companhias tão agradáveis. Obrigada!. “
Paola Francine Maravieski 
 

" O Curso foi de excelente qualidade, o professor tem total domínio e conhecimento do assunto. Talvez o curso possa ser ministrado em 5 dias, para que haja tempo hábil para mais trocas de experiências, fazendo mais exercícios práticos, nas mais diversas áreas, inclusive fazendo os procedimentos do começo ao fim, ou seja desde o questionário inicial, simulando processos, e fazendo apontamentos e recomendações, até o relatório final sintético para apresentação ao diretor ou conselho. "
Eroni Oliveira Duarte  - 
Famastil Taurus Ferramentas SA

 

" Gostaria de parabenizar a Escola de Auditoria pelo excelente trabalho desenvolvido neste curso. Além do aprendizado repassado pelo palestrante, a troca de experiências entre os participantes foi muito importante também. "
Evelise de Souza Auler  - 
Fundação Universidade de Passo Fundo

 

" Curso com grande aceitabilidade e importância para a formação e exercício profissional da auditoria interna "
Rogério Lunedo - 
Expresso São Miguel


"
 Ótimo curso para auditores em início de carreira. Ver a viabilidade de ofertar mais cursos deste segmento, inclusive para o interior do Estado "
Marcio Vanderlei Dollis - Cooperativa Mista São Luiz Ltda


"Gostei muito do curso, foi muito alem das expectativas, muito bem organizado, a didática muito boa de ser compreendida... realmente foi muito bom em seu total. Mais um vez agradecido."
Jean Claudio Tuzzi - Santa Casa de Maringá
 

“Curso muito bom com excelente aproveitamento, uma ótima infra-estrutua e apoio, o curso nos proporciona conteúdo teórico para o desenvolvimento do trabalho de auditoria interna, sendo possível a avaliação da prática ou dos trabalhos realizados no dia- a-dia”.
Germano Oto Puttlitz – GRAZZIOTIN S/A


“O curso é ótimo, principalmente pela experiência do Profº Ibraim, bom relator de acontecimentos nas empresas que passou, assim contribui para o aprendizado do aluno”.
Rafael Sacol Texeira


Curso muito bom, com certeza agregou muito conhecimento teórico e prático do assunto”.
Ricardo José Cabral – RICARDO JOSE CABRAL ME


“ Foi bom o curso, vai ser possível aplicar na minha empresa, pois nos ajudou a termos pontos claros de como deverá prosseguir nossa Auditoria”
Vagner Eduardo Wottrich – Cooperativa Agrícola Mista General Osório Ltda.

 

Outras empresas que já realizaram cursos com o Portal de auditoria

 

Curso -  Auditoria Interna Operacional em Recursos Humanos

PAPÉIS DE TRABALHO E DOCUMENTAÇÃO DA AUDITORIA INTERNA
 

CONSIDERAÇÕES GERAIS 

Esta norma estabelece procedimentos e critérios relativos à documentação mínima obrigatória a ser gerada na realização dos trabalhos de auditoria das demonstrações contábeis. 

 

O auditor deve documentar as questões que foram consideradas importantes para proporcionar evidência, visando a fundamentar seu parecer da auditoria e comprovar que a auditoria foi executada de acordo com as Normas de Auditoria Independente das Demonstrações Contábeis. 

 

Os papéis de trabalho constituem a documentação preparada pelo auditor ou fornecida a este na execução da auditoria. Eles integram um processo organizado de registro de evidências da auditoria, por intermédio de informações em papel, meios eletrônicos ou outros que assegurem o objetivo a que se destinam. 

 

Os papéis de trabalho destinam-se a: 

a) ajudar, pela análise dos documentos de auditorias anteriores ou pelos coligidos quando da contratação de uma primeira auditoria, no planejamento e na execução da auditoria;

b) facilitar a revisão do trabalho de auditoria;  

c) registrar as evidências do trabalho executado, para fundamentar o parecer do auditor independente.

 

 FORMA E CONTEÚDO DOS PAPÉIS DE TRABALHO

 O auditor deve registrar nos papéis de trabalho informação relativa ao planejamento de auditoria, a natureza, a oportunidade e a extensão dos procedimentos aplicados, os resultados obtidos e as suas conclusões da evidência da auditoria. Os papéis de trabalho devem incluir o juízo do auditor acerca de todas as questões significativas, juntamente com a conclusão a que chegou, inclusive nas áreas que envolvem questões de difícil julgamento. 

A extensão dos papéis de trabalho é assunto de julgamento profissional, visto que não é necessário nem prático documentar todas as questões de que o auditor trata. Entretanto, qualquer matéria que, por ser relevante, possa influir sobre o seu parecer, deve gerar papéis de trabalho que apresentem as indagações e as conclusões do auditor. Ao avaliar a extensão dos papéis de trabalho, o auditor deve considerar o que seria necessário para proporcionar a outro auditor, sem experiência anterior com aquela auditoria, o entendimento do trabalho executado e a base para as principais decisões tomadas, sem adentrar os aspectos detalhados da auditoria.  

 

A forma e o conteúdo dos papéis de trabalho podem ser afetados por questões como: 

a)      natureza do trabalho; 

b)      natureza e complexidade da atividade da entidade; 

c)      natureza e condição dos sistemas contábeis e de controle interno da entidade; 

d)      direção, supervisão e revisão do trabalho executado pela equipe técnica;  

e)      metodologia e tecnologia utilizadas no curso dos trabalhos.

 

Os papéis de trabalho são elaborados, estruturados e organizados para atender às circunstâncias do trabalho e satisfazer às necessidades do auditor para cada auditoria

 

Os papéis de trabalho padronizados podem melhorar a eficácia dos trabalhos, e sua utilização facilita a delegação de tarefas, proporcionando meio adicional de controle de qualidade. Entre os papéis de trabalho padronizados, encontram-se, além de outros: listas de verificação de procedimentos, cartas de confirmação de saldos, termos de inspeções físicas de caixa, de estoques e de outros ativos. 

 

O auditor pode usar quaisquer documentos e demonstrações preparados ou fornecidos pela entidade, desde que avalie sua consistência e se satisfaça com sua forma e conteúdo. 

 

Os papéis de trabalho, além de outros mais específicos, incluem: 

a)      informações sobre a estrutura organizacional e legal da entidade; 

b)      cópias ou excertos de documentos legais, contratos e atas; 

c)      informações sobre o setor de atividades, ambiente econômico e legal em que a entidade opera; 

d)      evidências do processo de planejamento, incluindo programas de auditoria e quaisquer mudanças nesses programas; 

e)      evidências do entendimento, por parte do auditor, do sistema contábil e do controle interno, e sua concordância quanto à eficácia e adequação; 

f)      evidências de avaliação dos riscos de auditoria; 

g)      evidências de avaliação e conclusões do auditor e revisão sobre o trabalho da auditoria interna; 

h)      análises de transações, movimentação e saldos de contas; 

i)       análises de tendências, coeficientes, quocientes, índices e outros indicadores significativos; 

j)       registro da natureza, oportunidade e extensão dos procedimentos de auditoria e seus resultados; 

k)      evidências de que o trabalho executado pela equipe técnica foi supervisionado e revisado; 

l)       indicação de quem executou e revisou os procedimentos de auditoria e de quando o fez; 

m)     detalhes dos procedimentos relativos às demonstrações contábeis auditadas por outro auditor; 

n)      cópias de comunicações com outros auditores, peritos, especialistas e terceiros; 

o)      cópias de comunicações à administração da entidade, e suas respostas, em relação aos trabalhos, às condições de contratação e às deficiências constatadas, inclusive no controle interno;

p)      cartas de responsabilidade da administração; 

q)      conclusões do auditor acerca de aspectos significativos, incluindo o modo como foram resolvidas ou tratadas questões não-usuais;  

r)       cópias das demonstrações contábeis, assinadas pela administração da entidade e pelo contabilista responsável, e do parecer e dos relatórios do auditor.

 

No caso de auditorias realizadas em vários períodos consecutivos, alguns papéis de trabalho, desde que sejam atualizados, podem ser reutilizados, diferentemente daqueles que contêm informações sobre a auditoria de um único período. 

 

 

Curso -  Auditoria Interna Operacional em Recursos Humanos

 

Veja mais assuntos publicados sobre Auditoria Interna

OBS: O Portal de Auditoria reserva-se no direito de não realizar o curso caso não haja formação da turma, restituindo o valor integral da inscrição no prazo de 03 dias úteis, a contar da data de cancelamento.

 Auditoria Interna em Gestão de Contratos; auditoria em contratos, curso de auditoria interna, curso de Gestão de Contratos, planejamento de contratos, Planejamento Tributário PIS/COFINS para FÁBRICA e COMÉRCIO DE RAÇÕES, FRIGORÍFICOS, INDUSTRIALIZAÇÃO AVES, BONIVOS e SUÍNOS e conexos (Conforme novas alterações Leis 12.058/2009 e 12.350/2010),curso de planejamento tributario, planejamento tributario, curso do lucro presumido, lucro presumido, lucro real, curso de planejamento tributário mudança do lucro presumido e simples nacional para o lucro real, mudança de regime tributario, curso tributario, cursos tributarios, informações tributarias, tributário